Projetos educativos de famílias e formação musical de crianças e jovens em uma orquestra
Tese de Doutorado, UFRGS, 2012

Projetos educativos de famílias e formação musical de crianças e jovens em uma orquestra

Por: Adriana Bozzetto
Palavras-chave: Famílias, Projeto educativo, Socialização, Formação musical em orquestra

A presente pesquisa investiga aspectos do projeto educativo das famílias de crianças e jovens que aprendem música em uma orquestra. O estudo, construído a partir dos depoimentos orais de 27 famílias e dos 28 alunos participantes da orquestra na perspectiva qualitativa, tem como objetivo revelar expectativas e concepções da família sobre a aprendizagem musical desenvolvida com seus filhos, em um projeto que enfatiza a formação de músicos profissionais. O trabalho desvela o entorno social familiar dos alunos em que práticas musicais e pedagógicas familiares circunscrevem o cenário de socialização desses jovens. A análise de como o espaço familiar opera para que as crianças e os jovens da orquestra continuem sua aprendizagem musical é apoiada nos estudos de Lahire (2002;2008), Bourdieu (2007;2008), Gayet (2004), Papadopoulos (2004) e Setton (2002;2005;2010;2011;2012a;2012b). Os resultados da pesquisa mostram que a família exerce um papel ativo como interlocutora do projeto musical dos alunos que integram a orquestra em estudo. Em sua maioria pertencentes aos meios populares, os pais ou responsáveis precisam reinventar a rotina cotidiana para que os filhos possam permanecer na orquestra, apontando estratégias de organização do estudo dos filhos, do tempo e dos projetos educativos familiares. Os dados revelam uma forte mobilização das famílias na construção de uma sonhada carreira profissional na área de música. Os resultados dessa pesquisa poderão contribuir para uma reflexão crítica sobre o projeto educativo de pais, suas expectativas em relação à educação musical dos filhos e como o núcleo familiar reconfigura-se a partir de projetos musicais dessa natureza e, consequentemente, para uma compreensão do impacto que projetos sociais na área de música têm sobre as famílias envolvidas.

This research investigates aspects of the educational project concerning families with children and young people learning music in an orchestra. The study was conducted from twenty-seven (27) families and twenty-eight (28) orchestra students from a qualitative perspective. Its aim is to reveal the family’s expectations and conceptions about their child’s musical development in a project that emphasizes the training of professional musicians. This work reveals the social environment in which musical and pedagogical practices circumscribes the familiar scenario of socialization of these young people. The analysis of how the family operates, so that the children and youth from the orchestra continue their musical learning, is supported in studies by Lahire (2002, 2008), Bourdieu (2007, 2008), Gayet (2004), Papadopoulos (2004) and Setton (2002;2005;2010;2011;2012a;2012b). The results show that the family has an active role as motivation for the musical advancement of students that are involved in the orchestra in the study. Mostly belonging to a low-income family, parents or guardians need to reinvent the daily routine so that the children can remain in the orchestra, developing strategies for organizing the children’s studies, time, and family educational programs. The data shows a strong involvement by families who are active in building a dream career in music. Moreover, the results of this research may contribute to a critical reflection on the educational project of families, their hopes in relation to their children’s musical education and how a family restructures itself as a result from musical projects and, consequently, to a comprehension of the impact that social musical projects have on families involved.

CategoriaUFRGS
Ano
Por
IdiomaPortuguês
Link
TipoTese de Doutorado
CódigoUFRGS2012T6
Notificar ao Amplificar que este texto não está disponível (UFRGS2012T6)