O Amplificar está com novo layout. Se você encontrar algum problema, por favor entre em contato.
O choro nas bandas de Diamantina: estudo das práticas musicais e registro de obras produzidas entre 1870 e 1920
Comunicação oral, SIMPOM, 2016

O choro nas bandas de Diamantina: estudo das práticas musicais e registro de obras produzidas entre 1870 e 1920

Por: Alaécio Geraldo Martins de Souza
Palavras-chave: Banda de música, Choro, Diamantina, Edição de partituras, Repertório

O século XIX, especialmente a segunda metade, é caracterizado, entre outros aspectos, pela criação musical brasileira nascida do encontro dos gêneros importados, como a polca e a valsa, com ritmos praticados no Brasil, notadamente os africanos. Essa criação brasileira toma vulto com as bandas de música, que executavam um repertório próprio, vasto e rico. O movimento de transformação dos gêneros europeus gera, no fim do século, o que veio a ser conhecido como choro. A produção musical nesses moldes, levada a cabo pelas bandas de música, foi responsável pela disseminação dos gêneros europeus transformados. Os músicos que atuavam em bandas possuíam habilidades de leitura e de escrita nas notações musicais formais, deixando registrada boa parte daquela produção. Muitas dessas partituras produzidas encontram-se ameaçadas de esquecimento, e outras estão irremediavelmente perdidas. O estudo do repertório do acervo em Diamantina tem como objetivo compreender a prática do choro naquela cidade, no final do século XIX e no início do século XX e conhecer os músicos e os compositores daquela época por meio de pesquisa do repertório escrito para bandas de música e documentos disponíveis em bibliotecas e bandas da cidade. Há uma importância histórico-musical na investigação desse repertório, para maior conhecimento da música e do choro em Minas Gerais, além de possibilitar um estudo da vivência musical durante a urbanização de Diamantina. O trabalho de resgate e catalogação desse material, o estudo aprofundado das suas origens e as possíveis ligações com o choro podem juntar-se ao material já existente sobre a música brasileira, aumentando o acervo de informações disponíveis sobre o tema e facilitando futuras pesquisas.

Choro in Diamantina Bands: a Study of Musical Practices and a Record of Works Produced between 1870 and 1920

Brazilian music of the 19th century, especially in the second half, is characterized by the encounter of imported genres, notably polka and valsa, and rhythms played in Brazil, mainly of African origin. This Brazilian creation took shape with bands that had their own vast and rich repertoire. This movement to transform European genres at the end of the century created what is now known as choro. Musical production done by the bands of this time caused the dissemination of these transformed European genres. The musicians who played in the bands of this time were able to formally read and write music, which left records of a considerable amount of the music produced. Many of the scores are now forgotten or lost. The purpose of the study of the collection of repertoire in Diamantina is to understand how choro was played in the city between the end of the 19th and beginning of the 20th century, as well as recognize the musicians and composers of the period by studying the repertoire written by musical groups and documents found in the city. The study of this repertoire has a strong historical importance for Minas Gerais’ music and also for studies of the musical scene during the urbanization of Diamantina. The study here suggested, rescuing and cataloging this material, as well as a deeper study of the origins and possible connections with choro, can be joined with existing material concerning Brazilian music, increasing the wealth of available information and facilitating future studies.

CategoriaSIMPOM
Ano
Por
IdiomaPortuguês
Link
TipoComunicação oral
CódigoSIMPOM2016C73
Notificar ao Amplificar que este texto não está disponível (SIMPOM2016C73)