Metodologias empregadas na análise estrutural da Sonata para Violino e Piano Op.14 em Lá Maior de Leopoldo Miguéz
Metodologias empregadas na análise estrutural da Sonata para Violino e Piano Op.14 em Lá Maior de Leopoldo Miguéz
Comunicação oral, SIMPOM, 2014

Metodologias empregadas na análise estrutural da Sonata para Violino e Piano Op.14 em Lá Maior de Leopoldo Miguéz

Por: Desirée Johanna Mayr
Palavras-chave: Análise em camadas estruturais, Análise temática derivativa, Sonata para Violino e Piano op. 14, Leopoldo Miguéz

Este artigo se insere em uma pesquisa de mestrado em andamento, cujo objetivo principal é investigar os processos construtivos empregados por Leopoldo Miguéz em sua Sonata para Violino e Piano Op.14 em Lá maior, através de duas perspectivas analíticas: harmônico-morfológica e das relações derivativas da estrutura temática. O presente estudo tem como finalidade descrever sucintamente os métodos que serão aplicados em ambas as análises. A análise harmônico-morfológica, que tem como fonte referencial textos teóricos de Arnold Schoenberg (1984; 1991; 2001; 2004), será realizada por intermédio da metodologia das camadas estruturais (ALMADA, 2007; 2010). Tal método considera a integração das estruturas formal e tonal-harmônica como uma unidade funcional estratificada em quatro níveis hierárquicos. Para o exame da estrutura temática será utilizado o modelo de análise derivativa (ALMADA, 2013) desenvolvido a partir dos princípios schoenberguianos de variação progressiva e Grundgestalt. Busca-se nessa análise derivativa evidenciar sistematicamente possíveis relações de afinidade entre os temas do referido movimento, baseadas em um conjunto limitado de elementos motívicos básicos, que possam sugerir a existência de uma fonte referencial de material comum, ou seja, uma Grundgestalt, bem como de vínculos com a estrutura de alturas. O artigo apresenta ainda algumas breves exemplificações da aplicação dos métodos descritos.

Methodologies Employed in the Structural Analysis of Leopoldo Miguéz’ Sonata for Violin and Piano Op.14 in A Major

This paper is part of an ongoing masters research project, whose main objective is to investigate the constructive processes employed by Leopoldo Miguéz in his Sonata for Violin and Piano op.14 in A major, through two analytical perspectives: harmonic-morphological and derivative relations in the thematic structure. This article aims to briefly describe the methods which will be used in both analyses. The harmonic-morphologic analysis, which takes the theoretical texts of Arnold Schoenberg (1967; 200/1911/ 2004/1969) as reference, will be conducted through the methodology of structural layers (ALMADA, 2007; 2010). This method considers the integration of the formal and tonal-harmonic structures as a functional unity stratified in four hierarchical levels. For the examination of the thematic structure, the model of derivative analysis (ALMADA, 2014) will be used, developed from the Schoenbergian principles of developing variation and Grundgestalt. In this derivative analysis, one seeks to systematically show the possible relationships between the themes of the movement. This is based on a limited group of basic motivic elements, which may suggest the presence of a referential source of common material, in other words, a Grundgestalt, as well as links with pitch structure. The article also presents some brief exemplifications of the use of the mentioned methods.

CategoriaSIMPOM
Ano
Por
IdiomaPortuguês
Link
TipoComunicação oral
CódigoSIMPOM2014C4
Notificar ao Amplificar que este texto não está disponível (SIMPOM2014C4)