Giuseppe Millico and La pietà d’amore: from Naples to Lisbon to Rio de Janeiro
Giuseppe Millico and La pietà d’amore: from Naples to Lisbon to Rio de Janeiro
Artigo em periódico, Música Hodie, 2016

Giuseppe Millico and La pietà d’amore: from Naples to Lisbon to Rio de Janeiro

Por: David Cranmer
Palavras-chave: Ajuda, Antonio Lucchesi, Giuseppe Millico, La pietà d’amore, Ópera Nova

Giuseppe Millico, best known in his time as a castrato singer and to posterity for his connections with Christoph Gluck, was also a composer of songs and dramatic works. This article traces the career of one of the latter, the pastoral drama La pietà d’amore. It was first performed in Naples in 1782, where, unusually, it was also published. It subsequently came to be staged in Lisbon, the following year, and at the Ópera Nova Theatre, Rio to Janeiro, probably in 1786. In addition, certain aspects of the preface to the printed edition are considered, as well as manuscript scores and libretti relating to the known productions.

Giuseppe Millico e La pietà d’amore: de Nápoles a Lisboa ao Rio de Janeiro

Giuseppe Millico, célebre no seu tempo como cantor castrato e conhecido pela posteridade sobretudo devido às suas ligações com Christoph Gluck, foi igualmente compositor de canções e obras dramáticas. Este artigo debruça-se sobre a disseminação de uma destas últimas, o drama pastoral La pietà d’amore. Estreou-se em Nápoles em 1782, onde, inusitadamente, também foi editada. Veio a ser encenada em Lisboa, no ano seguinte, e na Ópera Nova, no Rio de Janeiro, provavelmente em 1786. Serão abordados adicionalmente diversos aspectos do prefácio da edição impressa, para além de partituras manuscritas e libretos relacionados com as produções conhecidas.

Giuseppe Millico y La pietà d’amore: de Nápoles a Lisboa a Río de Janeiro

Giuseppe Millico, conocido en su tiempo como castrato y cuyo nombre ha llegado a la posteridad principalmente por causa de sus conexiones con Christoph Gluck, fue compositor tanto de canciones como de obras dramáticas. El presente artículo se dedica a la diseminación de una de estas últimas: el drama pastoral La pietà d’amore. Fue estrenada en Nápoles en 1782, donde fue, inusitadamente, también editada. Esta pieza fue así mismo puesta en escena en Lisboa el año siguiente y en la Ópera Nova de Río de Janeiro, probablemente en 1786. A lo largo del presente se va a hacer referencia adicionalmente, a diversos aspectos del prefacio de la edición impresa, así como a partituras manuscritas y libretos relacionados con las producciones conocidas.

CategoriaMúsica Hodie
Ano
Por
IdiomaInglês
Link
TipoArtigo em periódico
CódigoHODIE2016V16N1A4
Notificar ao Amplificar que este texto não está disponível (HODIE2016V16N1A4)