Dissertação de Mestrado, UFPB, 2013

A Carmen Fantasy para contrabaixo e piano: um estudo técnico e interpretativo

Por: Victor Mesquita Vieira
Palavras-chave: Carmen Fantasy, Frank Proto, Contrabaixo e análise

A Carmen Fantasy para contrabaixo e piano: Um Estudo Técnico e Interpretativo. Uma pesquisa realizada acerca da obra escrita pelo compositor norte americano Frank Proto (1941). Este trabalho tem como uma das suas abordagens a contribuição estilística que François Rabbath (1931) concedeu na obra. Contém uma análise da forma, estrutura harmônica e melódica em cada movimento, que são apresentadas como conteúdo principal deste trabalho e um esclarecimento dos trechos da ópera utilizados na Fantasia. A análise expõe as características jazzísticas que o compositor utiliza na obra. Como ajuda na preparação do estudo, estão incluídas sugestões de dedilhados. Esta dissertação inclui também uma breve biografia do compositor Frank Proto, do contrabaixista François Rabbath e uma sinopse da ópera Carmen, onde há a descrição das cenas da ópera utilizadas nesta fantasia.

A Carmen Fantasy for Double Bass and Piano: A technical and interpretative study. A research realized about the work written by the American composer Frank Proto (1941). This work has as one of its approaches the stylistic contribution of François Rabbath (1931) granted in the piece. It contains an analysis of the form, harmonic and melodic structures of each movement, which are presented as the main focus of this paper, and also an exposition of the opera´s excerpts used into the Fantasy. This analysis shows the jazzistcs features that the composer uses in the piece. As an aid to practice preparation, I include indications of fingerings. The work also includes a brief biography of the composer Frank Proto, the bassist François Rabbath and a synopsis of the opera Carmen, where there is a description of the scenes from the opera used into this fantasy.

CategoriaUFPB
Ano
Por
IdiomaPortuguês
Link
TipoDissertação de Mestrado
CódigoUFPB2013D12
Notificar ao Amplificar um problema sobre este texto (UFPB2013D12)