Dissertação de Mestrado, UDESC, 2013

6 Encores para piano de Luciano Berio: um delineamento interpretativo com base em uma relação ideológica-composicional

Esta dissertação consta de um estudo da obra 6 Encores para Piano de Luciano Berio ao piano. Com base no entendimento da compreensão e reflexões sobre aspectos e sistemas composicionais, em sua relação com a escrita pianística, foram delineadas possibilidades interpretativas visando otimizar o processo de execução instrumental. Pertencendo à mesma geração que Cage, Boulez e Stockhausen, Berio foi pioneiro na exploração de novas fronteiras musicais. Empregou uma miríade de idiomas e técnicas durante sua carreira de compositor. Entre suas obras para piano Berio produziu a coleção 6 Encores, uma série de seis peças durante 25 anos (1965–1990), fato que as tornam representativas do século XX. Berio define música como um processo. Esta definição reflete o tratamento que dispensa ao material sonoro em suas composições: lentas transformações; também chama o ouvinte a participar ativamente da fruição musical devido a sua escrita e peculiaridades sonoras. No primeiro capítulo são apresentados o compositor e os aspectos filosóficos e estéticos que permeiam sua obra, e o segundo é apresentado um estudo sobre o contexto das 6 Encores para piano. No terceiro capítulo são mostradas especificidades das peças, destacados componentes estruturais e apresentadas estratégias de estudo para sua realização instrumental. A compreensão de premissas filosóficas podem otimizar o trabalho de estudo e de construção de uma interpretação sólida por parte do intérprete não familiarizado com o repertório contemporâneo.

This dissertation presents a study of Berio 6 Encores for Piano. Based on the understanding of the compositional aspects, systems determination and its relationship with the pianistic writing, interpretive possibilities were outlined to optimize the process of instrumental performance. Berio belongs to the same generation of Cage, Stockhausen and Boulez, he was a pioneer in the exploration of new musical frontiers. He used a miriad of languages and techniques during his career as a composer. Berio produced the collection 6 Encores, a series of six pieces during 25 years (1965-1990), this fact makes them representative of the twentieth century piano repertoire. Berio defines music as a process. This definition reflects the treatment he uses in the sound material in his compositions: slow transformations, also calling the listener to participate actively in the musical enjoyment due to his peculiarities of writing and sound. The first chapter presents the composer and the philosophical and aesthetic aspects that permeates his work. The second presents a study of the 6 Encores for piano context. In the third chapter are shown specific aspects, structural components and study strategies for their instrumental realization. The understanding of philosophical premises can optimize the work of studying and building a solid interpretation by the interpreter who is not used with the contemporary repertoire.

CategoriaUDESC
Ano
Por
IdiomaPortuguês
Link
TipoDissertação de Mestrado
CódigoUDESC2013D15
Notificar ao Amplificar um problema sobre este texto (UDESC2013D15)