O Amplificar está com novo layout. Se você encontrar algum problema, por favor entre em contato.
"Que acorde é esse aí?" Pluralidade: o processo criativo da ressignificação de estruturas harmônicas e melódicas
Dissertação de Mestrado, UnB, 2010

"Que acorde é esse aí?" Pluralidade: o processo criativo da ressignificação de estruturas harmônicas e melódicas

Por: Genil de Castro Pacheco Júnior
Palavras-chave: Análise, Harmonia, Processo criativo, Ressignificação de acordes, Significados múltiplos

Este trabalho propõe-se a discutir a questão da ressignificação de acordes e linhas melódicas conhecida como pluralidade(s), a partir das perspectivas imbuídas em publicações teóricas relacionadas ao jazz, compreendendo ainda o papel desse conceito na prática e no processo criativo de instrumentistas. A questão da pluralidade é explorada na dissertação como fio condutor que estabelece um diálogo entre as perspectivas relativas à ressignificação encontradas na teoria, no âmbito do jazz e na tradição teórica da música erudita ocidental, em especial, na tradição austro germânica do século XIX, onde é encontrado o conceito Mehrdeutigkeit (significado(s) múltiplo(s)) que remete a uma mesma abordagem teórica. Qual o papel da ressignificação encerrada nos conceitos de pluralidade(s) e de significados múltiplos, na análise (teoria) e no processo criativo, relacionado, em especial, à harmonia, é a questão central norteadora da pesquisa. A pesquisa bibliográfica e a entrevista não dirigida foram os procedimentos metodológicos de exploração e inquirição utilizados neste trabalho. Foram também analisadas e sistematizadas, como base na teoria escala acorde, as ocorrências da pluralidade nos vários tipos de tétrades relacionadas às escalas maior, menor melódica, menor harmônica e maior harmônica e respectivos modos, bem como em acordes simétricos e formações por superposição de tríades, considerando as relações entre os aspectos horizontais e verticais. Os dados obtidos nesta pesquisa demonstram a relevância da pluralidade como importante ferramenta analítica, didática e criativa utilizada na compreensão e na criação musical.

This study discusses the ressignification of chords and melidodic line known as plurality from perspectives found in the realm of jazz textbooks. This work also delas with the relationship between the concepr of plurality works as a connecting thread stabling a dialogue between the perspectives of jazz theory and western traditional theory, particularly the Austro German tradition of the XIX century in which the concept of Mehrdeutingkeit (multiple meaning) is found pointing to a similar theoretical approach. The role of ressignification of melodic and harmonic structures subsumed in the concepts of plurality and multiple meaning in music theory and musical analysis and its relation to the crative process is the central focus of this research. The non-directive interview and bibliographic research were the methodological procedures used in this work for the analysis of the interviews and the exploration of ressignification of chords in jazz text books and books belonging to the Austro German theory tradition of the XIX century. Furthermore, the occurrences of plurality in four note chords related to different scales and modes, including symmetric structures and structures based in triadic superposition were all submitted to analysis and eventually systematized based on the relevance of plurality as an important tool in analyism learning, understanding and creating music.

CategoriaUnB
Ano
Por
IdiomaPortuguês
Link
TipoDissertação de Mestrado
CódigoUNB2010D8
Notificar ao Amplificar que este texto não está disponível (UNB2010D8)